No Japão, onde mais se comercializa, ela costuma ser muito cara. Então pessoas pegam a raiz-forte (outra especiaria) e vende como o Wasabi ralado. A Wasabi em pasta ou em pó costuma ser muito caro, chega a ser o dobro da raiz-forte (misturada com corante verde e mostarda para disfarçar cor e cheiro).


Nome científico
Eutrema wasabi

Outros Nomes

Wasabi, Rábano Japonês, Malva-rosa-da-montanha


Família
Brassicaceae

Características

  • Tem ligações com couve, rabanete, mostarda, repolho e brócolis.
  • É uma planta herbácea perene.
  • É conhecida como malva-rosa-da-montanha, que é o significado de seu nome.
  • Uma planta que cresce em águas rasas e frias em margens de córregos, principalmente na Ilha de Sakhalin, no Japão.
  • Ela também é conhecida como Wasabi Japônica ou Eutrema japônica.
  • Na América ela é conhecida como Raiz Forte japonesa.
  • Possui a raiz nodosa, cheia de nós (ver abaixo) e que mede 12 centímetros.

Componentes Químicos

Nutricionais:

  • Calorias: 109
  • Fibra: 7,8g
  • Hidratos de carbono: 23g
  • Gordura vegetal: 0,63g
  • Proteína vegetal: 4,8g

Para 100 gramas de Wasabi

Químicos:

  • Isotiocianato de alilo
  • Tioglucosídeos

Benefícios no organismo e propriedades medicinais

Digestiva
  • Ela é muito usada para curar Artralgia reumática (dores nas articulações).
  • Promove a circulação do sangue.
  • É analgésica (alivia dores).
  • É também anti-cancerígena (por causa dos Isoticianatos).
  • Abre o apetite.

Partes usadas

Raiz fresca, principalmente vendida em frascos. Quando a pessoa descasca a raiz e descarta a casca, sobra só o miolo verde/amarelo, é isso que utilizamos na culinária e para fins medicinais. Pode-se utilizar ela em pedaços, ralada em um ralador bem fino ou feita em pasta ralando em ralador mais fino e passando em processador.



Culinária

  • É uma raiz que pode ser utilizada junto com gengibre.
  • Pode ser acrescentada à arroz, peixes, carnes, molhos, refogados, inclusive peixe cru (onde os japoneses usam muito) para adicionar um gosto mais picante à comida.
  • Utilize especialmente em Sushi e Sashimi.
  • Pode misturar com molho de soja.
  • Usa-se misturados em molhos para dar uma apimentada.
sushi-sashimi-wasabi

Wasabi com Sushi – Can Stock Photo Inc. / nuchylee


Sabor e aroma

  • Tem sabor refrescante e picante, um toque amargo e também adocicado.
  • Tem cheiro forte e ardente, tanto que pode fazer o nariz formigar, e fazer a pessoa tossir quando cheira.
  • Wasabi seco/desidratado costuma não ter cheiro forte demais. O cheiro e gosto só aparece quando a pessoa deixa de molho na água, quando suas propriedades saem e são absorvidas quando na comida.

Compra e armazenamento

  • É uma raiz comum somente no Japão. Aqui no Brasil é muito difícil encontrar o Wasabi fresco, mas não impossível.
  • Procure no setor de comida/especiarias japonesas no seu Supermercado preferido. Mas é mais fácil de achar em lugares que vendem especiarias exóticas, geralmente em Shopping Centers.
  • É vendido em tubos (como os palmitos), em pasta ou em pó.
  • Em pasta ele fica na freezer, procure por lá.
  • Ao ser aberto, guardar em tubo/pedaços das raízes por uma semana e utilizar dentro desse prazo.
  • Wasabi em pó, se guardado fechado pode durar vários meses.
  • A pasta dura só 2/3 meses após aberta.

Localização

É originária do Japão, crescendo naquele lugar em climas gelados. Se alastrou para a Nova Zelândia, Austrália e Califórnia.


Cultura e como plantar

  • É muito caro para se produzir.
  • É bom plantar em clima bem frio.
  • Não utiliza-se técnicas normais de plantio.
  • Manter o solo bem úmido.
  • São feitas plataformas inundadas com água fria para o plantio em massa de Wasabi, para se assemelhar à seu local de origem, onde ela é encontrada em córregos de água fria.

Fotos:

raiz-wasabi

Raiz de Wasabi – Can Stock Photo Inc. / urbanlight

Última atualização: 13 de junho - 2014 às 3:42
Lista das plantas medicinais de A a Z

Continue lendo mais plantas com letra "w"

  • Wasabi - Raiz-forte
  • Mais

  • Continue lendo mais artigos

    Sobre 

    Ciências Biológicas - UFPB e cia.
    Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
    Siga-me!

      Me encontre em:
    • facebook
    • twitter