Estévia é uma planta de folhas pequenas subarbustiva de onde é extraída substância edulcorantes usadas em produtos industrializados como refrigerantes, para adoçar chás e para aproveitar as suas propriedades dentre elas a ação hipoglicemiante para diabéticos. É usada há bastante tempo por índios guaranis para adoçar o chá feito com o Ilex paraguariensis (Erva-mate) e pela população dos arredores do Paraguai como o Rio Grande do sul no Brasil, onde ela é utilizada para fazer o chá bebido no chimarrão.


Nome científico
Stevia rebaudiana (Bert.) Bertoni

Outros Nomes

Stevia, Erva-doce, Planta-doce, Capim-doce, Sugar leaf (em inglês de folha doce), Caa-hé-é (que vem de Ka’a He’e (nome da Stevia no Paraguai)


Família
Asteraceae (Compositae)

Características

  • Herbácea
  • Perene
  • Semiereta
  • Pode medir de 40 a 80 cm de altura
  • Suas folhas podem medir até 1 cm de comprimento
  • Flores: Brancas em panículas terminais

Os índios do Brasil e do Paraguai, que são os Guaranis, usam para adoçar suas bebidas-mate (feita com a erva mate Ilex paraguariensis) adicionando somente uma folha. O Chá-mate também é muito consumido pela população do Rio grande do sul usando-se somente uma folha para adoçar um bule cheio. O Chá é amargo e a folha tem um grande poder adoçante.

A planta é usada e conhecida desde o século XVI por conquistadores espanhóis. Em 1899 data o primeiro artigo publicado descrevendo as propriedades da Estévia feita pelo naturalista paraguaio Moises S. Bertoni, depois de obter referências que com ervateiros e índios guaranis em viagens às florestas do leste do Paraguai em 1887. E em 1931 descobriu-se os glicosídeos na folha responsáveis pelo poder adoçante.

O Esteviosídio é forte podendo ser 300 vezes mais adoçante do que a sacarose. Dependendo do glicosídeo medido e da técnica utilizada o poder adoçante pode chegar até 450 vezes (como acontece com o rebaudiosídeo-A também obtido da planta). Eles encontram-se em 18% da composição de uma folha de Estévia. Por causa disso, estas substâncias são usadas para fazer um adoçante de estévia e também para ser usado na produção de refrigerantes tendo destaque o Japão como o maior consumidor industrial de Estévia para usar como adoçante não-calórico. O Poder adoçante é tanto que nos EUA é proibida por Lobby da indústria de adoçantes, assim como a Coca Cola fez com o Guaraná Jesus no Maranhão.


Componentes Químicos

8 Glicosideos, Esteviosídio (até 15%), Rebaudiosídio (até 6 %), Dulcosídio e outros.


Benefícios no organismo e propriedades medicinais

CardiotônicaDiuréticahipoglicemianteTônica

Partes usadas

Folhas


Como usar / Chás e receitas

Adicionar uma folha na bebida


Pra que serve? (indicações)

AdoçanteaziadiabetesgotahipertensãoHipotensoraObesidade

Sabor e aroma

Doce


Localização

Planta nativa do estado do Paraná e fronteiras do Paraguai. Foi descoberta por Moisés S. Bertoni no Paraguai


Cultura e como plantar

A planta perde a parte aérea depois de um ano voltando a brotar novamente do que sobrou na terra na parte subterrânea.

Plantar com sementes ou usar a técnica de estaquia.


Mais sobre esse assunto

Era conhecida como Eupatorium rebaudianum Bertoni que posteriormente foi mudado para Stevia rebaudiana Bert. (Bertoni) pelo próprio Descobridor.


Fotos:

Stevia rebaudiana

Stevia rebaudiana – Folhas – Foto: M. Martin Vicente

stevia-rebaudiana-close

Close nas folhas de Stevia – Foto: M. Martin Vicente

Última atualização: 15 de setembro - 2016 às 19:39
Lista das plantas medicinais de A a Z

Continue lendo mais plantas com letra "s"

  • Sucuuba
  • Spirulina
  • Salsa
  • Sabugueirinho (Sabugueiro do Brasil)
  • Sapucainha (Óleo de Carpotroche brasiliensis)
  • Mais

  • Continue lendo mais artigos

    Sobre 

    Ciências Biológicas - UFPB e cia.
    Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
    Siga-me!

      Me encontre em:
    • facebook
    • twitter