Pygeum africanum é aposta para problemas urinários e Hiperplasia na próstata

Pygeum africanum também conhecida como Prunus ou Ameixoeira-africana é uma árvore da família Rosaceae que é nativa da África do Sul de onde se extrai a casca para uso medicinal. Os motivos do seu uso estão principalmente para tratamento de doenças das vias urinárias e também da próstata no homem. As espécies da família das Rosaceae que inclui o Pygeum africanum costumam ser herbáceas, arbustivas ou arbóreas (a maioria são lenhosas). Uma característica da família é a presença de glicosídeos cianogênicos que são tóxicos ao organismo. Talvez isso que tenha levado os cientistas a fazerem vários testes para saber se a planta apresenta toxidade, porém os resultados mostraram que a planta é atoxica mesmo testadas com doses altas em espécies de mamíferos que não os humanos. Alguns grupos da família Rosaceae também apresentam sorbitol que são substâncias que são usadas em chicletes como adoçante sem sacarose e também na produção de diuréticos (estimula a urina), entre outros. A planta Pygeum sp. não tem ação somente diurética, mas ação no trato urinário como um todo, principalmente no músculo detrusor.

pygeum extrato

Vende-se em lojas de suplementos e fitoterápicos o extrato de Prunus / Pygeum

pygeum-prunus

A planta Pygeum africanum – Foto por Medicines complete

Essa planta é largamente usada na medicinal tradicional e embora alguns testes tenham sido feitos em ratos, não houve observação de efeitos de que o extrato da casca tenha sido tóxico sobre a reprodução de mamíferos, mesmo com dosagem 10 vezes maior proporcionalmente. Porém foi verificado efeitos adversos leves como dor abdominal em quem fez uso (humanos). Mas os resultados são satisfatórios para quem faz uso na dosagem certa que vem informando no fitoterápico.

O câncer de próstata acomete geralmente homens com idade em torno de 50 anos e em quem tem na família histórico de doença é mais frequente, o que não elimina as pessoas que não tenham casos de doença na família de ter a doença. O exame de próstata é feito pelo médico quando através do toque ele verifica que a glândula tem uma consistência petrosa pela textura. Há também a hiperplasia prostática que é o aumento da próstata e as queixas de sintomas em homens doentes são variadas incluindo dor ou incômodo no trato urinário, retenção urinária, hidronefrose, insuficiência renal, aumento na frequência urinária, urgência ou incontinência urinária, jato fraco, esforço para urinar, após urinar não para de gotejar, sensação de que não esvaziou pro completo a bexiga, entre outros.

Foi verificado também a ação do Pygeum como tônica sobre o músculo detrusor, aquele que se contrai para expelir a urina da bexiga e quando está relaxado possibilita a bexiga a se encher. Assim possibilita o estímulo ao funcionamento do músculo para quem já está em idade em torno dos 50 anos. Possui ácido ferúlico (aumenta captação de testosterona na glândula), triterpenos pentacíclicos (inibe inflamação e edema), também possui ação anti-inflamatória por causa dos beta-sisterois inibindo a produção de prostraglandinas na próstata.

Sistema genital masculino netter

Músculo detrusor é o que circunda a bexiga. Não pode ser confundido com o músculo Esfincter interno e externo da uretra, que controla a saída da urina e sêmen – Sistema genital masculino Fonte: Atlas de Anatomia Humana – Netter

Alguns dos efeitos colaterais podem aparecer como dor abdominal e aumento do peristaltismo intestinal em seres humanos, mas em doses até maiores em outras espécies de mamíferos não apareceu.

Sobre 

Ciências Biológicas - UFPB e cia.
Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
Siga-me!

    Me encontre em:
  • facebook
  • twitter
Última atualização: 14 de abril - 2017 às 15:04

Faça parte do nosso grupo no Facebook

grupo facebook

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.