A pimenta-do-reino previne doenças digestivas

A pimenta-do-reino, para quem não conhece, é um fruto que dá em uma árvore que é originária da Índia, que pode ser plantada em locais tropicais, como áreas próximas à linha do equador (nem muito sol nem muito frio, tropicais!). Essa fruta é colhida do pé quando está já preta, porém quando ela amadurece, ele fica vermelha mas a ação do sol é que faz ela ficar preta, pronta para ser colhida. Quando se colhe, se moe o fruto, faz um pó que é usado como condimento aqui no Brasil. Esse pó é mais vendido em feiras livres e é parecido com o cominho. Muita gente até confunde a pimenta-do-reino com o cominho. Um é mais para adicionar um gosto, já a outra, como o próprio nome diz Pimenta-do-reino é para adicionar gosto, mas também picância e ardor.

Uma boa planta para prevenir doenças relacionadas a falta de apetite, fraqueza por anemia, também por suas propriedades mnedicinais, pois ela tem ação no organismo aperiente, aumenta o apetite. Ela mexe diretamente com as glândulas salivares, fazendo a pessoa salivar mais, aguçando as papilas gustativas da pessoa e nos fazendo querer comer mais. Além dessa ação, ela também faz o estômago secretar mais, ou seja, faz ele produzir o suco gástrico, causando um sentimento de que está corroendo o nosso estômago, porque o suco gástrico é acido, e consequentemente aumentando a fome.

Semelhante a erva doce e a camomila, a pimenta-do-reino é carminativa, ou seja, ela age também na digestão, isto indica que quando você está naquele período de que comeu muito com a barriga muito cheia, a camomila e a erva doce pode ser usada como chá para tomar depois de comer, porém como a pimenta-do-reino já é usada para colocar diretamente na comida, já vai agir sem precisar de tomar o chá, é pra isso que ela é muito usada aqui no Brasil.

Na aromaterapia ela é usada para aguçar os sentidos, sem falar também na capacidade de temperar alimentos, deixando seu gosto picante e bem exótico, gosto forte que tem propriedades até de conservar carnes, para fazer elas passarem mais tempo quando temperadas, sem juntar bactérias que as degradariam.

Estudos indicam que a pimenta-do-reino é boa para: Falta de apetite, Pancreatite, Hepatite, Dor de dente, Dor geral, Astenia sexual, Má digestão, Laringite, Disfunção erétil, Impotência, Tosse, Inflamação, Catarro.

Pimenta do reino com folhas e frutos

Pimenta do reino com folhas e frutos

Sobre 

Ciências Biológicas - UFPB
Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
Siga-me!

    Me encontre em:
  • facebook
  • twitter
Última atualização: 1 de agosto - 2014 às 6:54

Faça parte do nosso grupo no Facebook

grupo facebook

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.