Chá de Valeriana aumenta o Sono e é sedativa

A Valeriana (Valeriana Officinalis) é uma planta cosmopolita, de origem asiática e européia, famosa desde a Roma antiga por servir como base para um chá calmante, podendo também ser aplicada em perfumes. Tem frutos aquênios e sua altura pode chegar a 01 metros, com formato que lembra (levemente) a Canabis Sativa (famosa maconha).

Conheça a Valeriana (Valeriana Officinalis)

É conhecida como erva dos gatos, em referência ao efeito que exerce no organismo dos felinos, onde causa excitação total dos animais, que tornam-se “elétricos” e muito eufóricos. Desde a antiguidade sabe-se que a Valeriana deixa os gatos “loucos” e não recomenda-se nunca deixar qualquer erva ou substância oriunda da Valeriana próxima dos animais.
A utilização da Valeriana é para relaxamento e sedação, atuando muito efetivamente dentro de soníferos, pois causa sensação boa no corpo humano e aos poucos vai sedando a pessoa e causando uma boa noite de sono, não apresentando efeitos colaterais e sendo comprovadamente a planta mais efetiva em casos de insônia (OMS atesta a Valeriana como ótima sedativa).
Outra atuação interessante da Valeriana é nos casos de vícios, principalmente relacionados ao tabaco, pois tem características ansiolíticas, ou seja, nos momentos de ansiedade causadas pelo vício, atua como relaxante e consegue ter ótimos resultados no apoio ao dependente químico (em diversos casos de dependência).
Para pessoas com hiperatividade a Valeriana é muito indicada, pois atua diretamente na musculatura, algo interessante, pois faz com que a pessoa fique mais calma e relaxe os músculos, ou seja, fique mais contida em suas expressões e reduza a intensidade de suas atividades, também sem efeitos colaterais, como no caso dos remédio, que podem causar perda de sentidos e dificuldade na concentração (no popular “grogue”).

valeriana

Valeriana

Chá de Valeriana

In natura a Valeriana deve preferencialmente ser utilizada em forma de chá, quando é utilizada sua raiz e seu caule. Para o preparo, deve-se separar a raiz e o caule e logo após ferver uma xícara d’água. Nesta água, acrescenta-se uma colher de chá de cada uma das partes separadas (raiz e caule) e tampar a mistura durante alguns minutos.
Após estes minutos, deve-se coar o chá e ingerir (enquanto quente).
O tratamento por meio de chá deve ser contínuo, mais constante em casos de ansiedade ou como apoio para o tratamento de vícios. Para insônia, recomenda-se o consumo próximo ao horário desejado para o sono, dando de 30 a 60 minutos para uma ação melhor da substância.

Efeitos colaterais da valeriana

Obviamente, como todo sedativo, a Valeriana tem efeitos colaterais que aparecem somente após consumo em grande dosagem ou em quantidades médias com ingestão muito seguida. Sua ação é no sistema nervoso e musculatura, áreas delicadas do corpo humano, onde quando ingerida em grande quantidade pode causar vômitos, convulsões, tremores generalizados e embasamento da visão, dentre tantos outros que afetam os nervos e músculos humanos.

Última atualização: 1 de agosto - 2014 às 6:59

Faça parte do nosso grupo no Facebook

grupo facebook

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.