Erva tostão remédio caseiro p/ urinar e fígado

A erva tostão é uma planta que quase todo mundo já teve contato, mas não sabia dos seus efeitos no organismo. Seus efeitos foram comprovados cientificamente em ratos, visto que esse organismo é o mais análogo ao do ser humano e liberado para testes sem maiores problemas. É considerada uma planta daninha porque é encontrada em bordas de matas e em terrenos baldios bem como em lavouras agrícolas crescendo indiscriminadamente, mas não use desses lugares, prefira comprar em lojas apropriadas, pois é certo que elas foram plantadas em locais onde não há muita poluição, seja da terra, seja do ar.

Erva tostão - pega pinto

Erva tostão – Pega pinto – Foto: Reprodução

Características da erva tostão

O tamanho da planta é pequeno, não chega a 100 cm de altura. Elas se misturam com outras, mas nota-se quando andamos no mato e saímos com alguns frutos verdes colados na caça. São os frutos dela, provavelmente. Os carrapichos tendem a ter espinhos, mas os frutos delas tendem a ter uma penugem grudenta. Nos testes medicinais, foram feitos com as raízes e são elas que são usadas para curar as doenças.

Também é conhecida como Pega-pinto, Erva tostão, Bredo, Solidônia, Erva de porco e Tangaracá. Suas folhas são fáceis de reconhecer, são carnosas quando partimos, dá pra notar que não são finas, e são muito molhadas por dentro. Já as raízes são arroxeadas, mas branco por dento e são elas que são usadas medicinalmente. Em todo o Brasil tem dela.

Características medicinais da raiz de erva tostão

De todos os males, o melhor é que ela protege o fígado e age como diurética, aumentando fortemente a produção de urina. É boa para pessoas que tem problemas com bebidas, alcoolismo porque faz bem ao fígado deteriorado pelo álcool e faz a pessoa ter que tomar mais água para ter urina para produzir.

Em doses altas, diminuiu a quantidade de urina produzida e em doses baixas, aumentou.

Suas principais ações no organismo são:

  • Diurética
  • Colagoga
  • Hipotensiva
  • Antiamébica
  • Hemostática
  • Anti-hemorrágica
  • Antiespasmódica
  • Colerética

São usadas para:

  • Fígado
  • Hepatite
  • Icterícia
  • Pedra na vesícula
  • Rins
  • Cistite
  • Picada de cobra
  • Bicho de pé
  • Problemas urinários
  • Cirrose
  • Infecção urinária

Como usar para curar doenças (chá e cataplasma)

Como um cataplasma pode ser aplicado em cima de abcessos, picada de cobra, ferimentos, bicho de pé etc. Moer as raízes frescas, misturar a um pouco de água se elas estiverem muito secas, e mexer esquentando. Aplicar no local.

Para fazer o chá, colocar 3 colheres da erva comprada, ou seca e triturada se for feita em casa em um litro de água (ou 1 colher e meia em meio litro). Ferver por 15 minutos em fogo baixo, desligar, deixar fechado abafado por 5 minutos esfriando e apurando mais, coar e tomar morno 4 xícaras por dia. No outro dia, se for tomar mais, fazer um chá novo.

Sobre 

Ciências Biológicas - UFPB
Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
Siga-me!

    Me encontre em:
  • facebook
  • twitter
Última atualização: 29 de setembro - 2015 às 11:46

Faça parte do nosso grupo no Facebook

grupo facebook

comments

Um comentário

  1. Francisco Barbosa novembro 9, 2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.