pimenta-malagueta é originária de áreas tropicais da América. Ela foi descrita primeiramente por um médico que acompanhava a expedição de Cristóvão Colombo, isso em 1493. Depois disso os portugueses a introduziram na Índia e na África, por volta do século 1500. Quando ela foi alocada nessas regiões, rapidamente tornou-se notória a transformação dela em um ingrediente muito importante na culinária. Hoje em dia ela é também usada para fins medicinais.


Nome científico
Capsicum frutescens

Características

Suas flores tem características próprias de serem pequeninas e sozinhas no ramo. Podem ser brancas e lilás. Geralmente aparecem na primavera ou no verão. É perene e arbustiva. Pode ter até 1,5 metro. Pode se espalhar de 50 centímetros a 2 metros. Seus frutos como estimulantes que são, aumentam a circulação sanguínea e também a produção de suor. Também auxiliam na digestão. Há diversas espécies de várias cores e formas.


Componentes Químicos

Vitamina A, vitamina B1, vitamina C, óleo volátil, capsaicina, ácidos graxos, carotenoides, flavonoides, açúcar.


Benefícios no organismo e propriedades medicinais

AntissépticaBactericidaCarminativaDiaforéticaDigestivaVasodilatadora

Partes usadas

As partes usadas na culinária e para fins medicinais são os frutos. Podemos usar na culinária e para fins medicinais como óleo maceradotintura e por gargarejo.


Como usar / Chás e receitas

Óleo macerado:

  • Aquecer 30 gramas de pimenta-malagueta em pó ou 4 pimentas picadas em 600 ml de óleo de girassol por duas horas (em banho-maria). Pode usar esse óleo, como óleo de massagem, contra lombalgia, reumatismos, artrite e para alívio de dor de herpes-zóster.

Tintura:

  • Tomar 20 gotas da tintura da pimenta-malagueta com um pouco de água morna. Ajuda a estimular a circulação e também a aquecer as mãos e pés.

Gargarejo:

  • Adicione 10 gotas (ou um pouco menos, se você não gosta muito de ardor) de tintura com uma pitada de pimenta-malagueta em pó em meio copo de água e faça os gargarejos. É bom para laringite e dor de garganta.


Cuidados no uso e advertências

Deve-se evitar passar as mãos aos olhos boca e em peles sensíveis, pois causa ardor e irritação. Não se pode ingerir em demasia, pois o excesso gera irritação gástrica, podendo até causar doenças por causa dessa irritação.


Cultura e como plantar

A colheita deve ser feita no verão, que é quando os frutos estão maduros e vermelhos. Depois da colheita, é bom deixar um pouco ela secar à sombra. É muito difícil encontrar elas em mata, selva e florestas. É peculiar de regiões quentes nos arredores dos trópicos como nas Américas, África e Índia.


Fotos:

Foto: sxc.hu

Foto: sxc.hu


Última atualização: 26 de maio - 2014 às 13:36Lista das plantas medicinais de A a Z

Continue lendo mais plantas com letra "p"

  • Pau sangue
  • Physalis
  • Pequi
  • Pinha (fruta do conde)
  • Panaceia ou Paratudo (Gomphrena)
  • Mais

  • Continue lendo mais artigos

    Sobre 

    Ciências Biológicas - UFPB e cia.
    Siga-me!

      Me encontre em:
    • facebook
    • googleplus
    • twitter

    comments