Denominação no dicionário de páprica: Tempero em pó, feito com pimentão vermelho.

Nos registros científicos constam que antigamente os espanhóis, depois da viagem de Cristóvão Colombo, começaram a plantar na Espanha plantas do gênero Capsicum, que já eram nativas da América. Eles secavam e moíam os pimentões vermelhos para fazer a páprica que eles chamavam de Pimentón. Depois as sementes chegaram à Turquia e foram plantadas por lá. Eles passavam a chamar de pimenteira ornamental turca e a registraram em 1604. Passou a ser usada pelos camponeses e depois de alguns anos se alastrou pelas cidades.


Nome científico
Capsicum annuum

Benefícios no organismo e propriedades medicinais

AntidiarreicaAntieméticaAntiespasmódicaAntirreumáticaAperienteDigestiva

Partes usadas

Os frutos para a produção de páprica são usados desidratados. Ela é feita a partir de diversos tipos de pimentões, claro, colocando mais dos tipos de pimentões mais picantes na mistura para um resultado de uma páprica picante e vice-versa. Mas o que pode influenciar no sabor também é a quantidade de sementes e nervuras do fruto que é feito em pó e misturado.


Como usar / Chás e receitas

Para obter um sabor defumado (como a páprica feita do Pimentón Espanhol), colher os pimentões e desidratá-los sobre a chama de (de preferência) tora de madeira de carvalho. Quando secar e desidratar os pimentões, retirar os caules e jogar fora. Separar as sementes e nervuras do resto do fruto para moê-los separados. Quando moído, a quantidade de um e de outro pó misturados é que vai definir o sabor da páprica.



Culinária

Dependendo da qualidade dos pimentões vermelhos usadas para fazer a páprica e da quantidade de sementes moídas elas podem ter um sabor suave ou ardoso (picante).

Na Hungria eles tem à mão diferentes variedades de pápricas, desde doce, agridoce ou picantes e usam dependendo do prato que estiverem preparando.

Como é de se esperar, na Espanha, país de origem da páprica (pimentón de la vera) eles produzem pápricas feita à mão para que sejam da melhor qualidade para o consumidor e escolhem minuciosamente os pimentões usados.

Ela pode ser frita na banha de porco (pode ser óleo de soja se não tiver banha de porco) e misturar às comidas para dar sabor aos pratos como arroz, frango, batata, macarrão, legumes e verduras. É desse jeito que eles usam a páprica na Hungria.

Pode ser  usada para fazer um outro tipo de molho, uma mistura de cebola e outros ingredientes como ervas aromáticas e ser frito em azeite para usar como base de vários pratos que demoram a cozinhar. Batata, arroz, peixes etc.

Pode ser usada para temperar principalmente sopas, legumes e carnes.

Pode ser usado como colorífico vermelho, só que a Páprica é diferente do colorífico convencional porque esse acrescenta mais sabor que aquele.

Não esquentar ou fritar muito quando estiver cozinhando com páprica pois ela pode tornar o prato amargo. Use com moderação.

Pode ser combinada com cardomomo, alho, cúrcuma, pimenta-da-jamaica, gengibre, alcaravia, orégano, salsa, alecrim, pimenta-do-reino, açafrão e tomilho.


Sabor e aroma

Pode escolher vários sabores na hora da compra, entre eles o delicatéssen (sabor frutado e pouco picante), Tempero Rosa (vermelho puxado para rosa. O seu pó é picante porque é feito do fruto todo, juntos com sementes e nervuras), Doce (pó vermelho e com mais aroma), Semi-doce (como contém mais nervuras, é pouco menos doce e mais picante), entre outras.

O sabor depende de como o produtor vai misturar os tipos de ingredientes. O aroma e sabor da páprica também varia dependendo de quais tipos de pimentões foram usados para a sua produção. No geral ele tende a ser suave e discreto com toques defumados e frutados e outros extremamente ou levemente picantes. Ou seja, algumas são usadas mais para dar gosto e outras para tornar o prato mais “quente”.


Compra e armazenamento

páprica é vendida, em geral, em saquinhos, potes plastificados ou latas. Procure em supermercados ou em feiras de temperos.

Se for comprar importada:

Se quer uma páprica picante, compre ou faça do tipo da Húngara.

A espanhola é menos picante que a húngara.

A portuguesa é parecida com a espanhola.

Nos EUA eles usam o tipo suave.

Guardar em um pote bem fechado longe da luz para conservação de seu gosto.


Fotos:

paprika-2 paprika-1

Última atualização: 5 de junho - 2014 às 20:49
Lista das plantas medicinais de A a Z

Continue lendo mais plantas com letra "p"

  • Pau-pereira
  • Piteira (agave)
  • Pinha (fruta do conde)
  • Pau sangue (de Dragão)
  • Picão preto
  • Mais

  • Continue lendo mais artigos

    Sobre 

    Ciências Biológicas - UFPB e cia.
    Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
    Siga-me!

      Me encontre em:
    • facebook
    • twitter