Azeite de oliva extra-virgem – Benefícios e como comprar

O azeite de oliva é um óleo que se consumido da maneira certa, pode trazer inúmeros benefícios para a saúde. Estive pesquisando em alguns sites de medicina e vi que realmente era o que eu pensava. Existem basicamente 3 tipos de azeite, o mais puro, o médio e o menos puro (Ver lista abaixo). Em outros países ele é consumido bastante, mas aqui no brasil, pelo preço ser muito alto por causa que ele não é produzido aqui e si importado da Itália e de outros países, nós brasileiros acabamos por deixar de lado na hora de fazer as compras por ser muito caro, explicam os especialistas.

Vou listar aqui as curiosidades que eu achei sobre o assunto para eliminar essa dúvida de vez, em achar que comprando o mais caro é que vai levar para casa o que traz mais benefícios, engano porque até alguns medianos são vendidos caros, a pessoa que na hora de escolher o produtos na loja deve atentar para o rótulo.

Azeite de oliva extra-virgem

Azeite Extra-virgem

– O Azeite de oliva era usado por Hipócrates, o pai da medicina, para tratar diretamente de ferimentos e alívio de dor pois acreditava-se que ele era anti-inflamatório.

– O azeite de oliva extra-virgem que são assim, rico em benefícios à saúde, são os que tem seu grau de acidez que pode chegar somente até 1% a cada 100 gramas, e é obtido em primeiro uso e prensagem da oliva. Já o mediano, o virgem, pode chegar até 2% e os outros passam disso e ainda podem ser misturados a outros óleos bem como ser obtidos em segunda ou terceira prensagem das olivas.

– Consumo de azeite extra-virgem, o de melhor qualidade faz com que diminua o colesterol ruim (LDL) no organismo e aumente o colesterol bom. (O azeite extra-virgem tem 77% de gordura monoinsaturada que captura o colesterol do sangue. Em óleo comum de soja essa substância só tem 24%)

– Protege o organismo do desenvolvimento de doenças degenerativas como o Alzheimer.

– Caso você for comprar azeite da melhor qualidade para utilizar em frituras, vai ser perda de dinheiro pois ele vai ficar da mesma qualidade do óleo de soja. Para que o azeite extra-virgem faça mesmo efeito, tem que utilizar ele cru, em saladas, refeições etc. Ele perde os benefícios quando a pessoa esquenta ele demais. Dá ainda para acrescentar à comida que já está saindo do fogo, e estão mornas, mas se for cozinhar ele, ele vai perder os benefícios e vai virar um óleo comum.

– O azeite extra-virgem evita placa nas artérias.

– O consumo regular de azeite, para se obter benefícios da maneira certa é usar o equivalente a 1 colher por dia. Em outros países mais desenvolvidos essa quantidade pode chegar a 2 colheres por dia, contando com os acrescentados à comida quando está terminando de cozinhar. Eles usam muito porque lá sai mais barato que aqui e tem fartura.

– O consumo desse azeite impede o depósito de gordura na barriga, fazendo o organismo mais saudável, livrando o sistema circulatório de gordura nos vasos também.

– Ele também facilita a digestão.

Acidez do azeite de oliva extra-virgem

Da próxima vez que você for comprar azeite, preste atenção ao rótulo para saber se tem acidez de 1%, ou menos. Quanto menor a acidez (a porcentagem), maior a pureza do produto, e quanto maior a pureza, mais saudável vai ser e melhor também vai ser seu aroma e sabor.

Sobre 

Ciências Biológicas - UFPB e cia.
Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
Siga-me!

    Me encontre em:
  • facebook
  • twitter
Última atualização: 3 de janeiro - 2014 às 7:39

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.