Milona é uma planta que ocorre do Nordeste ao Sudeste do Brasil, em terrenos argilosos. Em pesquisas realizadas na Universidade Federal da Paraiba tendo a frente a atual reitora Margareth Diniz, que também é médica e farmacêutica, foi comprovado ação que beneficia o trato respiratório sendo útil para quem tem asma, com toxidade desprezível, tornando uma ótima alternativa para estudo para a produção de fármacos. Na medicina popular, principalmente em Sousa, é mais usada para desordens inflamatórias da respiração. A professora trouxe algumas mudas de Sousa há um tempo e plantou no Horto do programa de Pós-graduação da Universidade e hoje em dia já tem vários indivíduos para estudo.

A planta é da família Menispermaceae que contém 70 gêneros e 420 espécies no mundo, e no Brasil 12 gêneros e 106 espécies. É a mesma família do Chondrodendron que é usada por índios para a produção do curare, mistura de ervas para aplicar em pontas de flechas para torná-las venenosas. Como a distribuição da família se dá mais na região amazônica, pode-se inferir, mas não oficialmente, que a Cissampelos sympodialis foi introduzida no semi-árido brasileiro a partir deste local visto que é uma planta que ocorre em terrenos argilosos e possui muitos “parentes” naquela área.

Os tratamentos atuais de asma produzem muitos efeitos colaterais e como a planta possui pouca toxidade e muitos benefícios, pode ser uma alternativa para melhorar a qualidade de vida da população, por isso já foi feita a patente para a produção em larga escala ou para um trabalho mais tranquilo pelos pesquisadores. Já há a cogitação de adicionar o fitoterápico para o tratamento da população em medicamentos no SUS. A planta também é estudada pela imunologia por causa de suas propriedades anti-alérgicas.

O gênero Cissampelos possui 19 espécies, mas a Cissampelos sympodialis é a mais estudada para estes fins. O Epíteto específico “sympodialis” parece vir da diferença entre as outras da sua ramificação simpodial desta planta de hábito liana (trepadeira).

As folhas da erva são vendidas a um preço na faixa de 35 reais pela internet o pacote ou em feiras medicinais especializadas de uso popular.


Nome científico
Cissampelos sympodialis

Outros Nomes

Milona, Jarrinha, Orelha-de-onça, Abuteira


Família
Menispermaceae

Características

Folhas: Alternas, peciolada, oval(C. ovalifolia)-deltoide(C. sympodialis) tamanho de 2 a 6 cm x 1,5 a 6,5 cm. Glabras de margem inteira, ápice agudo, discolor, face adaxial brilhante e verde escuro, e face abaxial opaca verde-claro.


Componentes Químicos

Vários alcaloides isoquinolínicos. Milonina, Warifteína (espasmoliticas e citotóxica), Metilwarifteína, Laurifolina, Liriodenina, Roraimina.


Benefícios no organismo e propriedades medicinais

AntidepressivaBroncodilatadora

É imunomoduladora porque estimula reações imunológicas no organismo, sendo útil para alergias

Partes usadas

Folhas e raízes


Pra que serve? (indicações)

alergiaAnti-alérgicaAnti-anafiláticaAntiinflamatóriaartriteasmaBroncospasmoCitotóxicaEspasmolíticaImunomoduladorainflamaçãoreumatismo

É usada como popular sobretudo indígena para mordidas de cobra, diarreia, doenças da circulação e respiratória.



Localização

Ceará até o norte de Minas Gerais. Predomina em áreas abertas e sobre arbustos em terrenos argilosos.


Mais sobre esse assunto

A planta já é estudada na UFPB há mais de uma década.
Na UFRJ, houve um estudo sobre a avaliação de células do sistema imunológico chamados linfócitos B que produzem anticorpos e reconhecimento do princípio ativo que faz isso. De primeira foi feito estudos sobre o potencial anti-inflamatório e antialérgico, depois imunomodulador que inibe a resposta de linfócitos B, podendo assim ser desenvolvido medicamentos para controlar a respostas a esse tipo de linfócito para o tratamentos de vários tipos de doenças. Já sobre o anti-alérgico, inibem a produção de imunoglobulina E e modulam respostas de linfócitos T e neutrófilos (células de defesa do sangue).

Na Universidade Federal da Paraíba, há um cultivo dessas plantas em um horto para a coleta e estudo.


Fotos:

Folha de Milona - (Agra et al., 6895)

Folha de Milona – (Agra et al., 6895)

Fonte:

A ação de Cissampelos sympodialis Eichl: Uma perspectiva para o tratamento da asma

Estudo farmacobotânico de folhas de Cissampelos sympodialis Eichl. (Menispermaceae)

Estudo avalia potencial imunológico de planta 


Última atualização: 1 de julho - 2016 às 22:14
Lista das plantas medicinais de A a Z

Continue lendo mais plantas com letra "m"

  • Mulungu da Caatinga - Erythrina velutina
  • Mulungu (Canivete) - Erythrina dominguezii
  • Manga
  • Manacá (Brunfelsia uniflora)
  • Milona - Cissampelos sympodialis
  • Mais

  • Continue lendo mais artigos

    Sobre 

    Ciências Biológicas - UFPB e cia.
    Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
    Siga-me!

      Me encontre em:
    • facebook
    • twitter