É uma planta bem diversificada, conhecida no Brasil como Jarrinha ou Cipó-mil-homens. É também cultivada por aqui para a venda em todo o Brasil e outras partes da América do Sul. Apesar de várias partes da planta serem aproveitadas, é nos ramos acima do caule que estão a maior quantidade de componentes químicos que são aproveitados no chá. O paciente deve ter cuidado ao se consumir, pois uma super-dosagem pode provocar efeitos drásticos no organismo como vômitos e laxante. Apesar de existir muitas espécies, quase todas são usadas para fins medicinais. Nos registros, só a espécie da Caatinga que é mais usada para fins ornamentais, talvez por ser mais resistente.


Nome científico
Aristolochia cymbifera

Outros Nomes

Aristolóquia, Cipó-mil-homens, Jarrinha, Angelicó, Caçaú, Capa-homem, Chaleira-de-Judeu, Contra-erva, Erva-de-urubu, Erva-bicha, Jiboinha, Guaco, Mata-porco, Papo-de-galo, Bastarda


Família
Angiospermae – Aristolochiaceae

Características

  • Trepadeira
  • Herbácea
  • Vigorosa
  • Ramos flexíveis e finos,  resistentes
  • Caule mais resistente ainda, com uma casca específica, com aparência enrugada que se encontra mais na base da planta
  • Folhas: Simples, Membranáceas, Glabras, Pecioladas. Pode chegar até 20 cm de comprimento, dependendo da maturidade da planta, mas o normal é que tenha de 12 cm até 17 cm.
  • Flores: São solitárias e na literatura descreve como uma forma de urna
  • Frutos: Cápsulas redondas deiscentes

Os vários tipos de Jarrinha Aristolochia:

Existem várias espécies do mesmo gênero espalhadas pelas regiões do Brasil onde ela ocorre. Algumas mais usadas para fins medicinais, outras mais para fins ornamentais.

Aristolochia cymbifera: Esta é a que estudamos. É nativa de todo o Brasil, é a “mais geral” desta espécie e pode ser encontrada desde o sul do Brasil até regiões aos arredores da Bahia.

A. triangularis: Ocorre no Rio grande do sul. Como é a mais fácil de ser encontrada, no sul do Brasil, é a que é mais usada por lá. Tem folhas em forma de triângulo.

A. esperanzae: Ocorre no Mato grosso e Mato grosso do sul. É encontrada no Centro-Oeste do Brasil em áreas de cerrado (campos mais secos). Tem folhas arredondadas e algumas dobradas.

A. ridicula: Ocorre mais na região sudeste e arredores como o Paraná e Minas Gerais.

A. gigantea: Ocorre na caatinga. Planta bem resistente a períodos secos (usada para fins ornamentais). É bem conhecida no Vale do São Francisco. Tem folhas grandes.

A. labiata: Ocorre em poucos lugares da região nordeste e é considerada rara, mas seus efeitos medicinais são grandes. Tem folhas em formato de coração.

A. arcuata: Ocorre na região sudeste. É considerada planta daninha de tão disseminada pela região. Tem folhas alongadas.

As pessoas costumam usá-las para os mesmo fins, e não tem nenhum problema quanto a isso, visto que todas elas descendem de um ancestral comum e especiaram a pouco tempo, conservando muitos dos mesmo genes.


Componentes Químicos

Diterpenos, Sesquiterpenoides, Biflavonas, Chalcona-flavonas, Tetraflavonoides, Taninos, Amido, Mucilagem, Princípio amargo, Sais inorgânicos, Óleo-resinosa.


Benefícios no organismo e propriedades medicinais

AbortivaAntissépticaDiaforéticaDiuréticaEmenagogaEstomáquicaSedativa

Partes usadas

As partes usadas da Jarrinha popularmente são o caule, rizoma, raízes, parte aérea, mas na literatura científica encontramos a indicação de ramos secos.


Como usar / Chás e receitas

Pegar os ramos e deixar secar à sombra. Picar e guardar em um recipiente fechado. Colocar 3 colheres em 5 xícaras de água. Deixar ferver por 8 minutos. Desligar, deixar por mais 3 minutos. Coar e beber duas vezes por dia. (beba de preferência antes do almoço e outra antes do jantar).


Pra que serve? (indicações)

amenorreiaanorexiaasmaBaçoCaspaCloroseconvulsãoDiarreia É a doença que pode ser crônica, aguda, infecciosa e não infecciosa que pode causar um processo inflamatório na mucosa intestinal, também lesão nos enterócitos, a Saiba mais...Dispepsiador no estômagoEczemaepilepsiaestômagofalta de apetiteFebre Aqui denominada febre de origem obscura, ou desconhecida acontece quando não se sabe a causa. Quando é medida no paciente com quantos graus ele está e acusa a partir d Saiba mais...FígadoflatulênciagastritegotahepatiteHidropsiaindigestãoMá digestãoMenstruação AtrasadaOrquitePalpitaçãoPrisão de ventrePruridoRinsTPM

Cuidados no uso e advertências

Cuidado ao se tomar o chá, pois a superdosagem causa alterações cognitivas, provoca náuseas e vômito, pulso agitado, agitação, euforia e diarreia (na verdade causa evacuações frequentes com fezes não-líquidas, por isso desconfortáveis).


Compra e armazenamento

Na internet e em lojas especializadas de chá e suplementos podem ser facilmente encontradas o pacote por menos de 15 reais, com o nome de Cipó-mil-homens ou Jarrinha mesmo.


Localização

Nativa do Brasil. É fácil de encontrar em florestas de mata atlântica da região sul até a Bahia


Mais sobre esse assunto

Esta planta está sendo estudada para a obtenção de novos remédios anti-bacterianos. Com o aparecimento de super-bactérias que não podem ser inibidas com os antibióticos como a Streptomycin (streptomicina), é necessário a combinação com outras drogas para conseguir uma melhor que aja contra estas novas bactérias. Existe até artigos científicos sobre isso, de combinação de extrato de Jarrinha com Streptomycin. O que nos mostra que é uma planta muito promissora na farmacologia, na cura de doenças.


Fotos:

jarrinha aristolochia

Jarrinha (Cipó mil homens) – Foto: Reprodução

Última atualização: 30 de setembro - 2015 às 15:20
Lista das plantas medicinais de A a Z

Continue lendo mais plantas com letra "j"

  • Junça (Tiririca amarela) - Cyperus esculentus
  • Jarrinha (Cipó-mil-homens)
  • Jaborandi (Pilocarpus microphyllus)
  • Jaborandi (Pilocarpus pennatifolius )
  • Janaguba (Janaúba)
  • Mais

  • Continue lendo mais artigos

    Sobre 

    Ciências Biológicas - UFPB e cia.
    Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
    Siga-me!

      Me encontre em:
    • facebook
    • twitter