Planta de médio porte que se dá em toda a América, com mais ocorrência no Brasil, principalmente amazônia, e também em parte da argentina. É bonita e em algumas épocas do ano perde todas suas folhas e fica só com as flores, tornando a árvore de longe com a cor predominante de suas folhas, de tom rosada. É usada mais as entrecascas do tronco para fins medicinais, principalmente para infecções na pele e mucosas. Já a serrilhagem, como tem mais concentração de substâncias químicas, é usada erroneamente como planta medicinal causando irritação, perda de peso, anorexia e intoxicação.


Nome científico
Handroanthus impetiginosus (Tabebuia impetiginosa)

Outros Nomes

Ipê-roxo-de-bola, Ipê-cavatã, Ipê, Ipê-comum, Ipê-escuro, Ipê-preto, Ipê-rosa, Lapacho, Pau-d'arco-rosa, Pau-d'arco-roxo


Família
Angiospermae - Bignoniaceae

Características

  • Arbórea
  • Porte médio
  • De 20-35 m de altura
  • Tronco com 30-60 cm de diâmetro
  • Folhas compostas e digitas de 5 folíolos quase glabros
  • Folhas vão de 5-15 cm de comprimento e 3-4 cm de largura
  • Flores de cor rosa, vermelho, arroxeadas ou lilás. Quando está na estação da primavera, a árvore tende a cair as folhas e ficar só com flores, toda coberta delas, por isso ela é conhecida como [nome-da-planta+cor], ou seja, Ipê-roxo.

Componentes Químicos

Naftoquinonas, Lapachol, Lapachona, Quercetina, Ácido hidroxibenzoico


Benefícios no organismo e propriedades medicinais

AdstringenteAnti-inflamatóriaAnticoagulanteBactericidaDiurética

Partes usadas

Faz-se o chá das cascas da madeira, em áreas mais limpas. Prefere-se usar as entre-cascas, parte de baixa da casca, por possuir mais substâncias químicas e o chá ficar mais forte.


Como usar / Chás e receitas

Possui uma madeira bem dura, boa para ser usada em construções. Na amazônia é uma das árvores exploradas para extração de matéria-prima para a produção de obras , vigas, ripas, linhas, assoalhos, e outras peças usadas na construção civil no Brasil.

O chá pode-se tomar para aproveitar os efeitos contra doenças ou usar localmente como uso tópico, para tratar de problemas na pele, inclusive de mucosas sensíveis (garganta, gengiva, ânus e vagina, até colo do útero. Também cervicite e cervicovaginite).

Pegar a entre-casca que é a parte nova da casca (sem a parte seca de fora), picar (se preferir, deixe secar à sombra antes de fazer o chá), juntar 3 colheres dela em dois copos americanos de água fervente. Tomar 2 xícaras por dia em período da metade de uma refeição a outra.

Misturar com mais água para ser usado para lavar partes íntimas com problemas infeciosos na vagina, no pênis, e nas mucosas (pele muito fina das partes íntimas e da boca).

Quando as doenças da vaginas são severas, pode-se usar um absorvente interno do tipo O.B colocando, adicionar 5 cc do extrato antes de dormir.


Pra que serve? (indicações)

alergiaAntifúngicaAntimicrobianaAntitumoralCâncer Câncer são vários tipos de doenças, seja no reto, seja na boca, seja no pulmão que ocorre no tecido quando o crescimento desordenado de células começa a invadir os Saiba mais...CerviciteCervicovaginitegarganta inflamadagengivitehemorroidasImpetigoinfecçãoLupusMal de ParkinsonNeoplasiaPsoríaseTóxicaVaginite

Cuidados no uso e advertências

É notável em avaliações em laboratórios, depois de vários testes, a ação anticâncer e antitumoral do Ipê Roxo, porém, não se pode levar ao pé da letra esses testes pois não são oficiais, e também não se deve usar essa planta sem o consentimento do médico, em casos de câncer, para não atrapalhar os efeitos do coquetel de remédios na quimioterapia.

Quando for fazer lavagem em partes íntimas com o chá, cuidado para não contaminar passando do ânus à vagina/pênis. Prefira lavar um e em outro momento, com outro chá e com outro pano, lavar outro.


Localização

Planta nativa de toda a América, predominante no Brasil na Amazônia, Rio grande do Sul, até em partes da Argentina.

  • Handroanthus avellanedae e Tabebuia avellaneadeae – são típicas da bacia do Paraná.
  • Handroanthus heptaphylus e Tabebuia heptaphylla – ocorrem mais de São Paulo até a Bahia.
  • Handroanthus serratifolius e tabebuia serratifolia – ocorrem mais no Norte do Espírito santo, Amazônia e Mata atlântica do Brasil.
  • Todas podem ser usadas para fins medicinais com quase todos os efeitos similares.

Mais sobre esse assunto

Foi relatado o uso do lapachol que é extraído da serragem da madeira desse segmento de planta, para usar na indústria farmacêutica, colocando-se amoníaco ou uma solução com soda cáustica (bastando algumas gotas) com a loção feita com ele. Essa loção é feita pegando-se a serragem, juntando-se com um pouco de água fervente e álcool, depois de pronta colocando-se as gotas do amoníaco ou da soda. Assim o lapachol vai estar na loção completamente. Mas não é seguro fazer em casa.

Essa água que sai da madeira é misturada em solução aquosa também, depois de usada por desavisados ou quando usadas em muitas quantidades, são tóxicas, e causam doenças no trato digestivo e estômago, levando à anorexia, emagrecimento, perda de apetite e fraqueza. Cuidado, procure informações certas.


Fotos:

Ipe roxo

Passarinho nas flores de ipê roxo – Foto: Tatters ❀

Última atualização: 26 de setembro - 2014 às 23:19
Lista das plantas medicinais de A a Z

Continue lendo mais plantas com letra "i"

  • Ipê-roxo
  • Inhame selvagem
  • Mais

  • Continue lendo mais artigos

    Sobre 

    Ciências Biológicas - UFPB e cia.
    Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
    Siga-me!

      Me encontre em:
    • facebook
    • twitter