É uma planta considerada a mais alta da localidade onde é nativa, visto que é usada para se orientar por sua copa vermelha mais alta que as demais. Produz uma madeira resistente e pesada usada como matéria-prima para a produção de móveis duráveis de luxo.


Nome científico
Astronium concinnum Schott.

Outros Nomes

Guaribu-preto, Mucuri, Aroeira-mucuri, Aderno-preto, Gibatão-rajado, Guarabu-marcineiro, Guarabu-preto, Mirueira, Gibata, Gibata-preto, Gonçalo-Alves, Sete-cascas.


Família
Anacardiaceae

Características

  • Mede de 30 a 40 metros de altura. É considerada uma das árvores mais altas da floresta e pode ser reconhecida de longe pela cor rosa da copa frondosa de toda a árvore, quando está em período de frutificação, devido ao cálice dos frutos. Dá muita sombra e por isso também é utilizada para o paisagismo em parques.
  • O tronco estriado de 90 a 140 cm de diâmetro (com sapopemas – raiz tabular – parte da raiz fora da terra).
  • Copa frondosa densa (cresce para os lados), equilibrada e simétrica.
  • Flores e frutos pequenos
  • Folha: Compostas, pinadas, com 5 a 7 folíolos subcoriáceo, aspecto glabro. Comprimento: 6 a 5 cm. Largura 3 a 5 cm.
  • Deciduidade das folhas: Perene
  • Flor de cor amarela
  • Tamanho da folha, média, tamanho da flor, pequena
  • Perenifólia de floresta clímax, perde as folhas no inverno, floresce e emite novas folhas. Os frutos vem depois do florescimento (maio a novembro).
  • Floresce de abril a outubro, porém variando a umidade pode atrasar.

Benefícios no organismo e propriedades medicinais

Fungicida

Não foi encontrado estudos sobre propriedades medicinais, porém seus compostos conferem resistência a microorganismos.

Partes usadas

A madeira é resistente, dura ao corte, resistente também a pragas. Tem uma densidade de 1,07 g/cm3 e por isso é muito pesada, porém muito durável sendo assim usada na confecção de móveis de luxo (como falam os populares, os móveis populares de antigamente duravam mais, hoje eles são feito com material menos resistente que parece ter data de validade). Também usa-se a madeira para objetos de adorno, esquadrias, tacos, assoalho, lambris, painéis de madeira com folhas faqueadas. Enfim, na construção civil e naval. É também usada para a fabricação de papel – celulose.


Pra que serve? (indicações)

Antifúngica

Não foi encontrado estudo sobre combate a doenças, mas ela possui compostos que combate pragas que a atacam como fungos, por exemplo.



Localização

Caatinga e mata atlântica. Bahia (Sul), Espírito Santo, Minas Gerais (Zona da Mata – Rio Doce). Mata Atlântica pelo Brasil. Comum na região Norte do Espírito Santo.

Nativa também do Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas, Maranhão, Acre, Amazonas, Pará, Amapá, Tocantins, Roraima, Mato grosso, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Sudeste, de acordo com este artigo.


Cultura e como plantar

Plantar em terrenos argilosos, pois é nessa localidade que é encontrada na natureza.

Colheita: É feita de preferência quando começa a cair naturalmente das árvores, recolhendo também os que já tiverem caído. O fruto é uma drupa relativamente grande e é visível no chão na sombra da árvore. É o fruto e o cálice. Como o caju e a castanha, o cálice é retirado e a semente (que na verdade é fruto) é usada para o plantio. As sementes verdadeiras são em número de três e estão dentro do fruto, mas é usado o fruto como semente para plantio para facilitar. É retirado o cálice e colocado o fruto para germinar. 1 kg  tem aproximadamente 1300 unidades.

Mudas: Coloca-se essas sementes (fruto sem cálice) em canteiros semi-sombreados assim que colhidos e cobrir com substrato peneirado. Em até 25 dias já se tem resultado. Taxa de Germinação (70 a 80%).


Mais sobre esse assunto

Sinônimos: Astronium macrocalyx Engl., Myracrodruon macrocalyx Engl.

Em um estudo de avaliação da germinação das sementes de A. concinnum em diferentes temperaturas e substratos, o resultado foi que a temperatura de 30°C é a mais adequada para a germinação das sementes, pois assim aumentou a atividade metabólica. Há autores que dizem que quanto maior a temperatura até certo ponto (o limite para a planta), maior é a taxa de germinação e o substrato não teve influência significativa.

Os frutos foram colhidos e mantidos à sombra para secagem natural em 30 dias, retirado o cálice, homogeneizados, guardados em embalagens plásticas para esperar a época do experimento. (veja o estudo)


Fotos:

guaribu preto

Guaribu – Folhas

flor de guaribu

Guaribu – Flor

Última atualização: 1 de janeiro - 2017 às 12:53


Faça parte do nosso grupo no Facebook

grupo facebook

Lista das plantas medicinais de A a Z

Continue lendo mais plantas com letra "g"

  • Ginkgo biloba
  • Guaribu
  • Guapa - Dracontium
  • Gilbardeira (Gilbarbeira)
  • Goma Arábica
  • Mais

  • Continue lendo mais artigos

    Sobre 

    Ciências Biológicas - UFPB e cia.
    Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
    Siga-me!

      Me encontre em:
    • facebook
    • twitter