O Guaco é uma planta rica em cumarinas que fazem bem a saúde. Os componentes encontrados na planta são aproveitados de forma caseira para fazer um xarope com as folhas da planta onde ela combate a inúmeras doenças, sendo que cientificamente falando, é mais broncodilatadora e age nas vias aéreas. Esta espécie de Guaco pode ser encontrada em várias partes do Brasil, porém também pode ser conseguida em farmácias de manipulação principalmente em forma de xarope de guaco.


Nome científico
Mikania glomerata Spreng.

Outros Nomes

Cipó Cabeludo, Cipó Caatinga, Cipó-Sucuriju, Coração de Jesus, Erva Cobre, Erva das serpentes, Erva de cobra, Erva de sapo, Erva Dutra, Guaco, Guaco de cheiro, Guaco Liso, Guaco-trepador, Uaco


Família
Angiospermae – Astgeraceae – Compositae

Características

  • Planta trepadeira
  • Grande porte
  • Perene
  • Ramos cilíndricos glabros
  • Folhas: obtusas na base, forma deltóide. Opostas, ovaladas, lanceoladas-hastadas, glabras em ambas as faces. Suas cores são verde de tom escuro e são torcidas. Têm nervuras, geralmente 3 que são destacadas. A textura é coriácea (semelhante a couro). Alternam de duas em duas ao longo do ramo.
  • Flores: Em capítulos congestos.
  • Frutos: Aquênios

Componentes Químicos

Cumarinas, inclusive é o que sentimos o cheiro quando fazemos o chá. Alcaloides, saponinas, Taninos, Óleo essencial, Composto fenólico, Sesquiterpenos.


Benefícios no organismo e propriedades medicinais

AnalgésicaAntitussígenaAntiviralAperienteBroncodilatadoraDepurativaExpectoranteFebrífugaTônica

Pela medicina popular com remédios caseiros feitos com guaco, é conhecido que ela serve para várias doenças, porém, depois de testes científicos, só pode ser confirmado que esta espécie de planta medicinal só é boa para casos de doenças do pulmão, pois ela tem propriedades broncodilatadoras, entre outras que estão ligadas às vias respiratórias.

Partes usadas

Toda a parte aérea da planta é usada, porém o mais usado são as folhas, principalmente para fazer chás, xaropes e tinturas.


Como usar / Chás e receitas

  • Cozinhar partes da planta para aproveitar a água morna para fazer gargarejos, com a água de guaco forte mas sem engolir.
  • A tintura pode ser aplicada localmente.
  • O xarope caseiro é feito cozinhando as folhas, picando elas frescas, colocando duas colheres delas num bule e colocando 3 copos de água e deixar ferver. Você vai notar um cheiro característico que aparecerá do vapor do chá de guaco, essa é a hora de desligar. Pode ser feito esse xarope só com essa planta, porém fica mais potente com a mistura de duas outras plantas medicinas, a Hortelã-japonesa / Vique (Mentha arvensis var. piperascens) ou Marvariço (Plectranthus amboinicus). Misturar um pouco delas e deixar mais uns minutos no fogo. Coloque 3 colheres de açúcar, mexa bem para dissolver o açúcar e espere ferver mais.
  • Antes de colocar o xarope já feito e morno no frasco, lave ele bem e certifique-se que não tem nem um pingo de água dentro dele. Coloque o xarope dentro, feche, lave a parte de fora até ficar bem limpo, e coloque um rótulo com o nome Xarope de Guaco, e a data que fez ele. Pode ser consumido em até 15 dias. Depois disso não faz muito efeito. Tomar 1 colher de sopa desse xarope 3 vezes por dia.
  • Chá de Guaco: Pique algumas folhas do guaco frescas, colocar em uma xícara, jogar água fervente, deixar amornar tampado. Coar e beber. Tome 3 vezes por dia.
  • Tintura: Fazer um cháfraco (infusão) com 10 gramas da folha picadas em álcool a 70 GL. Coar e USAR EXTERNAMENTE.

Pra que serve? (indicações)

Antibacterianaasmacandidíasedor de gargantaedemafalta de apetitegengivitegripeinflamaçãoNevralgiaPeitoralPruridoreumatismo

Cuidados no uso e advertências

A superdosagem pode provocar vômitos e dor de barriga. Pode provocar hemorragias, e deve ser evitadas por grávidas. Esta planta pode ser confundida com outras espécies de mesmo gênero do guaco. Para diferenciar esta da Mikania laevigata, prestar atenção no formato das folhas e o cheiro das duas. O da M. laevigata o cheiro característico permanece mesmo quando o material está seco.


Localização

Existe outras variedades como a do Ceará que não apresenta flores. Porém ela é mais difundida e é nativa do Sul do Brasil em estados como Paraná, Santa Catarina, e Rio Grande do Sul. Ela se alastrou pela população do Brasil depois que descobriram seus benefícios medicinais.

Também ocorre na Argentina e no Paraguai.

Há registros também da planta nas Regiões Centro-oeste, Nordeste e Sudeste.


Cultura e como plantar

  • Floresce e frutifica de agosto a dezembro.
  • Plantar em solo rico em matéria orgânica.
  • Propagar por estacas, fazer isto no início da primavera.
  • A planta prefere as bordas das matas, mas isto não exclui a ocorrência dela dentro das matas.

Mais sobre esse assunto

Outros nomes científicos: Mikania hatschbachii G. M. Barroso que foi mudado para Mikania glomerata


Fotos:

guaco planta medicinal

Última atualização: 11 de junho - 2015 às 0:22
Lista das plantas medicinais de A a Z

Continue lendo mais plantas com letra "g"

  • Guapa - Dracontium
  • Gilbardeira (Gilbarbeira)
  • Goma Arábica
  • Genciana
  • Grama (Francesa ou do campo)
  • Mais

  • Continue lendo mais artigos

    Sobre 

    Ciências Biológicas - UFPB e cia.
    Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
    Siga-me!

      Me encontre em:
    • facebook
    • twitter