logo vegetall

Flor Cara-de-macaco

A orquídea cara-de-macaco, como todas as orquídeas, são plantas epífitas que tem poucos indivíduos na natureza, mas essa só cresce em altitude de quase 2.000 em países da América Central e do Sul como Equador, dos Andes e Amazônia. Não pode ser coletada da natureza pois como orquídeas, geralmente tem poucas no habitat e podem estar em risco de extinção.

mico leao dourado

Mico-leão-dourado

orquidea flor de macaco marrom

Flor da Orquídea Macaco

Dracula spp. é o gênero de uma espécie de orquídea que se parece com um macaco, olhando para a sua flor. A flor das orquídeas é diferente das que conhecemos, com as pétalas modificadas, deixando uma no centro que serve como plataforma de pouso para os polinizadores (que podem ser insetos ou outros animais) que vem procurar comida e acabam levando pólen acidentalmente para outras flores, quando vão procurar comida em outras plantas. Então essa pétala modificada se parece com o focinho de um macaco e um pouco acima tem dois buracos que se parecem com os olhos, o restante com as outras partes do rosto de um macaco. É por isso que a planta se chama Dracula simia, na ciência, visto que “Dracula” significa “Dragão pequeno” e “simia” vem dos “simios” que quer dizer “macaco”. Outra característica dessa flor é que ela tem o cheiro de laranja.

orquidea-macaco-missouri-botanical-garden

Planta Orquídea da flor de macaco

Essa planta cresce no Equador onde é achada cerca de 55 espécies na natureza, mas também nos arredores na Amazônia, principalmente na cordilheira dos Andes, nos ambientes altos onde chega perto das nuvens, sendo assim muito úmidos.
orquidea-flor-de-macaco-amarela

Significado da Dracula simia, nome científico da Orquídea flor de macaco

Na verdade o nome científico “Dracula” se refere a um pequeno dragão, ou Quimera, onde algumas pétalas da flor se alongam, dando assim, a todas as espécies um aspecto de Dragão, porém a Dracula simia é a que mais se parece com um símio-macaco, por isso foi nomeada dessa maneira. Como outras orquídeas, esta também simula um cheiro cracterístico para atrair polinizadores saprofíticos (em decomposição) como moscas e outros. Caso queira ver a aparência como um macaco dessas flores, amplie a imagem e veja de longe. Supõe-se também que o nomeador (Carlyle August Luer) do nome científico tenha se inspirado no personagem “Drácula” para nomear, pois lembra os caninos do personagem Drácula dos filmes.

A Planta é pouco conhecida pela população e até pelos cientistas porque além de somente crescer em ambientes de altitude entre 1.000 e 2000 metros no sul do Equador principalmente, também faz parte da família Orchidaceae, plantas epífiticas que geralmente crescem no alto de árvores e cada espécie desse grupo costuma ter poucos indivíduos na natureza, além de ser controlada pelos órgãos ambientais do governo contra coleta.

orquidea flor de macaco diferenteOutras

Características da Flor de macaco

Algumas características sobre elas é que a Dracula alcithoe tem a parte do focinho do macaco (pétala labelo) mais clara e a parte externa das pétalas mais escura (o restante do rosto) com um tom rajado avermelhado. Dracula andreettae são diferentes, o rajado é mais acentuado com o labelo (o focinho do macaco) que é a pétala do meio mais voltado pra fora. Dracula dalessandroi tem a ponta das pétalas externas bem finas, com a transição de fina para larga mais acentuada dando um aspecto a flor redonda. Dracula alstroemii tem linhas paralelas marrons nas pétalas e a parte interna amarela aumentando assim a ilusão de ótica da aparência com um macaco. Há um trabalho do Jardim botânico de Quito no Equador de Rivadeneira que relata várias espécies de Dracula.

Sobre 

Faz Ciências Biológicas na UFPB - Criador do livro Guia de Plantas
Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
Siga-me!

    Me encontre em:
  • facebook
  • twitter
Última atualização: 28 de janeiro - 2018 às 17:30

Faça parte do nosso grupo no Facebook

grupo facebook

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.