Chá de folha de Graviola emagrece pois eleva oxidação de lipídeos

Annona muricata é a planta que dá o conhecido fruto graviola, uma árvore também conhecida como araticum, jaca-do-pará e pinha (esta última é um fruto menor, de outra espécie do mesmo gênero Annona spp., sendo que é confundida com esta) de uma árvore que cresce até 8 metros de altura da família Annonaceae. Annonaceae é uma conhecida família de plantas que tem cheiro e compostos benzil isoquinolínicos. Os frutos da planta graviola são do tipo baga (carnoso) ouriçada, como se fosse formado um mosaico nas cascas onde a polpa é apreciada para fazer suco e tem um gosto azedo. Além de fazer sucos, doces e sorvetes com seu fruto, ela também é procurada para o tratamento de câncer sendo exportada em toneladas para estudos de laboratórios e produção de fitoterápicos no exterior, por ter sido provado o efeito de uma substância encontrada na planta como a anonacina da classe das acetogeninas. Recentemente seu uso se popularizou para emagrecimento através da decocção (cozimento) das folhas da planta com efeitos promissores.

annonagraviola

Folhas e fruto da graviola

A Annona muricata tem histórico de uso medicinal pelos índios. É uma planta decídua de origem das Antilhas e distribuída em vários países tropicais.

A família Annonaceae é composta por arbustos, árvores e lianas (trepadeira lenhosa) de cascas fibrosas que contém células esféricas com óleos aromáticos e alcaloides benzil isoquinolínicos. Algumas também possuem taninos. São de regiões tropicais e subtropicais de florestas úmidas de baixa altitude. Possui mais de 128 gêneros e 2.300 espécies (Annona é gênero e muricata é epíteto específico que forma a espécie Annona muricata L.). Foi descrita pela primeira vez por Lineu (por isso o L. no final do nome científico), primeiro naturalista a começar a classificar as plantas em 1758.

O fruto é comestível e muito apreciado no Brasil, mas a árvore como um todo é tóxica, porém as folhas vem sendo usado para tratamento de obesidade com efeito na queima de gorduras. Assim o preparo é feito como um decocto onde as folhas apanhadas da planta, as mesmas nem tão velhas e grossas e nem tão jovens são cozidas como uma decocção (aprenda a fazer decocção). Algumas pessoas fazem a decocção com as folhas amassadas em um pilão para obter outros efeitos.

  • Na planta você encontra vários compostos bioativos como descrito na página Graviola – Annona muricata L. e seu efeito contra o câncer, mas nas folhas você encontra Alcaloides como:
  • Anomurina
  • Coclarina
  • Coreximina
  • Reticulina
  • 1,8% de óleo essencial com beta-cariofileno, gama-cadineno e alfa-elemeno.

Seus componentes fazem com que ao ser consumido provoque ação estimulante das funções digestivas, além de promover a queima de gorduras. As folhas, além da decocção com as folhas frescas, são consumidas como uma infusão (ferve a água, desliga, coloca as folhas e deixa abafado por um tempo) da folha seca sendo ela inteira ou moída, ou também em cápsulas na forma liofilizada.

Dietas ricas em lipídeos e colesterol (aumenta o apetite) engorda, porém se eliminar do cardápio os lipídeos e aumentar o carboidrato pode fazer mal. Quando a energia que vem dos alimentos que consumimos é alta e o gasto energético (academia, corrida) é baixo ou nulo, o excesso vai ser depositado como gordura e a pessoa vai engordando mais e mais. Combinar o chá das folhas de graviola com exercícios físicos é bom para manter o peso. O chá das folhas de graviola eleva a oxidação de lipídios pois induz a modificação do que é utilizado para a produção de energia, do que é consumido ou do que é estocado.

Sobre 

Ciências Biológicas - UFPB e cia.
Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
Siga-me!

    Me encontre em:
  • facebook
  • twitter
Última atualização: 14 de abril - 2017 às 19:20

Faça parte do nosso grupo no Facebook

grupo facebook

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.