Esta espécie é conhecida como Celidônia, mas o paciente deve ter cuidado pois existe outra espécie de Celidônia Chelidonium majus a qual é usada para verrugas principalmente, que contém um látex e é muito forte. Esta espécie que abordamos Trixis divaricata também é conhecida como Celidônia, porém é diferente da outra. Esta é mais fraca e além de fazer o chá para beber, é usada nos olhos (parte delicada do corpo) portanto cuidado para não usar a erva errada. Procure se informar.


Nome científico
Trixis divaricata

Outros Nomes

Selidônia, Solodônia, Celidônia, Erva-de-mulher, Carvalhinha, Erva-andorinha, Guiné, Erva-Guiné, Raiz-de-cobra


Família
Angiospermae - Asteraceae (Compositae)

Características

  • Arbustiva
  • Perene
  • Ramos decumbentes
  • Bem ramificada
  • Pode medir de 1 metro e meio (1,5 m) a 2 metros e meio (2,5 m) tanto de altura quanto de comprimento (lembrando que ela é arbustiva)
  • Folhas: Simples, membranáceas, tem a parte superior com uma textura grossa, áspera. Na parte de baixo, tem um aspecto aveludado e mais claro, podendo chegar até o branco, ou prateado por causa dos pelos. Cada uma pode medir de 3 a 7 cm de comprimento e 2 cm de largura.
  • Flores: Podem ser brancas em panículas terminais, com axilares amplo, em capítulos pequenos. Pode ser confundida com a cor amarela, pois antes de brotar, ela tem esse aspecto os lados. Na literatura consta que suas flores são em panículas divaricada, ou seja, ramificada – bifurcada, talvez isso mostra porque que o epíteto específico do seu nome científico venha desta origem.
  • Frutos: Tipos aquênios, de cor escura.

Como cresce espontaneamente em terrenos baldios, beiras de estradas, pastos verdejantes, cercados em fazendas, é considerada planta daninha, onde uma aplicação de herbicida é usada para controlá-la. É conhecida assim principalmente em Minas Gerais.


Benefícios no organismo e propriedades medicinais

Anti-inflamatóriaEmenagoga

Partes usadas

Toda a planta, porém mais frequentemente usa-se na medicina popular as folhas e raízes dependendo do tratamento.


Como usar / Chás e receitas

Chá: Fazer uma decocção (chá feito com partes duras da planta) colocando a erva seca (as partes das raízes) 1 colher (chá) em 3 xícaras de água, ferver por 5 minutos, deixar esfriar, coar e tomar 1 xícara por dia durante 3 dias.
Chá para conjuntivite: Fazer um chá com a erva seca usando as hastes e as folhas. Colocar 3 colheres em 1 litro de água, tampar ou colocar numa garrafa com a água fria, deixar em repouso por 24h. Coar para aplicar nos olhos como compressa (não jogar o líquido dentro dos olhos, fazer a compressa com ele fechado que o organismo se encarrega do resto).


Pra que serve? (indicações)

AntioftálmicaAntiulcerogênicaconjuntivitehemorragiahemorragia uterinainflamaçãoOftalmiaÚlcera Péptica Perda de tecido no trato digestivo, estes que estão em contato com a secreção do estômago. Pode ter surto e calmaria da doença. A causa é os mecanismos de defesa do Saiba mais...Útero

Cuidados no uso e advertências

Use com cuidado ao se aplicar nos olhos para não ocorrer acidentes.


Localização

Nativa de toda a América, mais em partes tropicais onde o sol bate mais forte. No Brasil, está localizada mais no Sudeste. Esta é encontrada em vegetação ruderal (quando há queimadas, quando as plantas começam a nascer) ou vegetação de capoeira (quando há degradação da área, corte da vegetação, etc. e ela começa a crescer).


Mais sobre esse assunto

Sinônimos: Perdicium divaricata, Perdicium flexuosum, Trixis antimenorrhoea


Fotos:

celidonia planta

Foto de Trixis divaricata – Origem: Reprodução

Última atualização: 4 de outubro - 2015 às 7:28
Lista das plantas medicinais de A a Z

Continue lendo mais plantas com letra "c"

  • Casca-preciosa
  • Café
  • Chacrona (Psychotria viridis)
  • Cipó-mariri - Ayahuasca (Banisteriopsis caapi)
  • Coqueiro - Cocos nucifera
  • Mais

  • Continue lendo mais artigos

    Sobre 

    Ciências Biológicas - UFPB e cia.
    Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
    Siga-me!

      Me encontre em:
    • facebook
    • twitter