É uma planta que é considerada uma sobrevivente dos tempos pré-históricos. Na antiguidade, segundo registros, ela era usada principalmente para estancar sangramentos. Ela faz parte das plantas que deram origem as reservas de carvão encontradas no meio ambiente.


Nome científico
Equisetum arvense

Características

Ela cresce 80 centímetros, é perene e vertical e possui muitos galhos.


Componentes Químicos

Fitoesteroides, minerais como o magnésio, manganês e potássio, princípio amargo, ácido sílico, silicatos, alcaloides como a nicotina, taninos, flavonoides e saponinas são os principais componentes dessa planta.


Benefícios no organismo e propriedades medicinais

AdstringenteAnti-inflamatóriaCicatrizanteCoagulanteDiuréticaHemostática

Ela ajuda a regenerar o tecido conjuntivo (que faz ligação entre células ou órgãos).

Partes usadas

As folhas e os talos são mais usados para fins medicinais (regenerar os tecidos conjuntivos).


Como usar / Chás e receitas

Antigamente era usada para limpar panelas, porque contém silica nas partes aéreas.

Suco de Cavalinha

Serve para tratar de problemas pulmonares (fortalecer o pulmão e sistema respiratório) e urinários.

Tomar 2 colheres de chá 3 vezes por dia, do suco.

Chá de cavalinha

Serve para problemas menstruais, inflamações na próstata, problemas urinários e nos pulmões.

Faça uma decocção (chá com partes mais duras da planta – aprenda aqui) com 25g de erva para 1 litro de água e tome 3 vezes por dia meia xícara.

Gargarejo com cavalinha

Serve para tratar de aftas, infecções na garganta, gengiva ou ferimentos na boca.

Use 1/2 xícara de uma decocção para 1/2 xícara de água, misture e gargareje.

Banho de cavalinha

Para tratar de membros fraturados, torção ou pele irritada.

Adicionar decocção de cavalinha na banheira.

Compressa de cavalinha

Colocar sobre machucados, frieiras, arranhões e feridas inflamadas.

Fazer uma pasta com uma colher de chá da erva e um pouco d’água no liquidificador.

Também pode usar as folhas quentes e colocar sobre as feridas.



Cuidados no uso e advertências

  • Não usar por um longo período de tempo (use menos de um mês).
  • É necessário procurar orientação médica mesmo quando o sangramento for pequeno e parecer simples.
  • Cuidado com a outra espécie de cavalinha (Equisetum palustre) que é tóxica.

Cultura e como plantar

Plante em solo úmido e mesma quando ela crescer, mantenha ela hidratada. Plante num lugar onde dê sol, mas que tenha sombra de vez em quando. É geralmente propagada por divisão da raiz. Colha quando ela ainda estiver crescendo. Cuidado, onde você planta, ela pode se espalhar.


Fotos:

cavalinha

Fotógrafo: Claus Isenberg

Última atualização: 30 de maio - 2014 às 22:17
Lista das plantas medicinais de A a Z

Continue lendo mais plantas com letra "c"

  • Casca-preciosa
  • Café
  • Chacrona (Psychotria viridis)
  • Cipó-mariri - Ayahuasca (Banisteriopsis caapi)
  • Coqueiro - Cocos nucifera
  • Mais

  • Continue lendo mais artigos

    Sobre 

    Ciências Biológicas - UFPB e cia.
    Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
    Siga-me!

      Me encontre em:
    • facebook
    • twitter