Narcolepsia – Transtorno do sono

Narcolepsia é uma doença que acomete pessoas fazendo-as ter sono durante o dia, mesmo que ela tenham tido uma boa noite de sono. Pessoas com essa doença sofrem muito, principalmente por levar fama de preguiçoso, pessoas devagar que estão sempre com sono. Em ambientes de trabalhos, pode levar até sua demissão por acharem que ele está chegando cansado no trabalho porque está de ressaca. Não tem nada a ver com narcóticos e nem com epilepsia, pois o nome pode confundir.
Tem associada a ela a cataplexia que é a repentina e temporária paralisia muscular no paciente, mas com sua consciência ainda mantida.

Acontece muito quando a pessoa tem uma intensa expressão emocional como gargalhadas profundas ou sustos, excitação sexual etc. aí vem a cataplexia, a pessoa fica paralisada por alguns minutos, como se estivesse dormindo mas em plena consciência.
A prevalência da doença varia. Uma pessoa com narcolepsia pode ter um primo com 1% de chace de desenvolver, é hereditário e passa para parentes de primeiro grau, mas as chances caem para 0,01% para os de segundo grau ou outras pessoa normais do mundo.

No ano de 2000, duas equipe de cientistas descobriram que o cérebro de humano de um narcoléptico tem 10% o número normal de neurônios que contém a hipocretina (orexina), que são peptídeos que ficam ligados aos neurônios do hipotálamo. Em humanos, a maioria dos casos da narcolepsia resulta da morte seletiva de neurônios que contém hipocretina.
Não existe cura para a narcolepsia e seu tratamento inclui apenas aliviar seus sintomas. Não é uma doença perigosa, mas deve-se ficar atento a profissionais que operam máquinas, dirigem pois pode vir a ser acidentado.

Existe drogas para o tratamento da narcolepsia, mas isso só deve ser usado com o consentimento do médico responsável pelo paciente. Anfetaminas podem ser usadas, bem como a modafinila, para tratar da sonolência diurna. também outras drogas antidepressivas podem reduzir a cataplexia (paralisia do sono) que é um sintoma da narcolepsia.

Hoje em dia cientistas testam possibilidades de aumentar a hipocretina nos neurônios, a fim de tratar essa doença.

narcolepsia hipocretina

Na foto, – Neurônio no hipotálamo de um cérebro normal, estes com hipocretina visíveis, (à esquerda)
e de um paciente que sofre de narcolepsia (à direita).

Com informações de : Neuroscience – Exploring the brain
http://www.ninds.nih.gov/disorders/narcolepsy/detail_narcolepsy.htm

Sobre 

Ciências Biológicas - UFPB e cia.
Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
Siga-me!

    Me encontre em:
  • facebook
  • twitter
Última atualização: 1 de agosto - 2014 às 18:24

Faça parte do nosso grupo no Facebook

grupo facebook

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.