Efeitos da Cafeína no cérebro a longo prazo

A cafeína é a substancia que age no cérebro mais consumida no mundo. Como ela não altera o comportamento e não traz danos significativos à saúde, ela não tem restrições para uso. Pode-se encontrar cafeína em diversos alimentos, mas a maior parte do que os seres humanos consomem vem de café ou chá.

A cafeína traz muitos benefícios à saúde, mas o seu consumo exagerado pode também trazer alguns malefícios, e é isso que vamos discutir aqui.

xicara de caféA absorção da cafeína pelo organismo é muito rápida, é feita a partir do trato gastro-intestinal e tem seu efeito elevado ao cume em apenas 45 minutos após a ingestão, (dependendo da quantidade de comida que tem no estômago/intestino).

O abuso de cafeína pode ter um efeito e intoxicação e segundo um estudo feito em ratos, pode ter até efeitos negativos a longo prazo.

Café faz maior efeito quando tomado quando o nível de cortisol no sangue está em pico que é entre 8-9h da manhã, logo quando se acorda. À tarde também, mas em nível médio, e se tomar café a tarde, você pode ficar sem dormir porque o efeito é prolongado já que o nível de cortisol no organismo vai estar médio.

De acordo com um estudo médico feito em ratos da Universidade de Coimbra – Portugal, o consumo de cafeína durante a gravidez pode mudar o cérebro do bebê para pior. Foi verificado durante a gestação de uma ratazana a que foi dado água misturada com cafeína, em uma quantidade equivalente a 3 xícaras por dia para uma pessoa normal. Foi verificado depois, quando a descendência do rato veio, que o cérebro dele estava diferente dos demais. As células do hipocampo (ligado à memória) disparou muitas mensagens e levou a um comportamento anormal do rato podendo dar até convulsão.

Os ratos que não estavam expostos à cafeína tiveram um desempenho melhor do que os que vieram de mães de consumo de cafeína exagerado, esses não tinham neurônios suficientes em partes do hipocampo se comparado a um rato normal.

Essas pesquisas com animais não podem ser cruciais para chegarmos a uma conclusão sobre o que alguma substância faz de efeito no nosso organismo, mas dá para ter uma base, já indica alguma coisa.

Outro estudo em ratos mostrou que cafeína consumida por jovens atrasa o processo de amadurecimento do cérebro. Isso é preocupante porque nos últimos 30 anos o consumo de cafeína por pessoas jovens vem aumentando vertiginosamente, principalmente por causa dos energéticos. No estudo constatou que o consumo leva jovens a ficaram mais alertas, mas quando na hora de dormir, o sono é profundo, aí que afeta o desenvolvimento do cérebro.

Referências:

http://www.sciencedaily.com/releases/2013/09/130924091323.htm

http://pharmrev.aspetjournals.org/content/51/1/83.long

http://blog.brainfacts.org/2013/10/the-best-time-for-your-coffee/#.UnqJLXAQ144

https://www.sciencenews.org/article/caffeine-shakes-growing-mouse-brains

Sobre 

Ciências Biológicas - UFPB e cia.
Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
Siga-me!

    Me encontre em:
  • facebook
  • twitter
Última atualização: 1 de agosto - 2014 às 6:57

Faça parte do nosso grupo no Facebook

grupo facebook

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.