Planta que costuma ser problema em área de pastagens ao longo de sua região onde ocorre, em áreas litorâneas, a Aroeira verdadeira ou vermelha é a melhor espécie das aroeiras (tem também a Aroeira preta e a Aroeira Salsa além dessa) para uso medicinal. Ela possui folhas verdes muito bonitas e também frutos bem vermelhos. Servem para ser usadas para fazer receitas caseiras para principalmente problemas de pele, até para áreas sensíveis como mucosas da boca e regiões íntimas. O único problema é o aparecimento de reações alérgicas se a pessoa abusar no uso, fazer o chá muito forte ou tiver a pele fina.


Nome científico
Schinus terebinthifolia

Outros Nomes

Aguaraíba, Aroeira branca, Aroeira da praia, Aroeira verdadeira, Aroeira do brejo, Aroeira do campo, Aroeira do Paraná, Aroeira mansa, Aroeira negra, Aroeira pimenteira, Aroeira precoce, Balsamo, Cabuí, Cambuí, Coração de bugre, Corneíba, Fruto de raposa, Fruto-de-sabiá


Família
Anacardiaceae

Características

  • Arbórea
  • Porte médio
  • Altura: 5 a 10 metros
  • Perenifólia
  • Dioica
  • Copa larga
  • Tronco de 30 a 60 cm de diâmetro
  • Tem cascas grossas no tronco, diferenciando das outras espécies
  • Folhas: Imparipinadas, Folíolos aromáticos. Pode ter de até 5 cm de comprimento e 3cm de largura
  • Flores: Tanto as masculinas e femininas são bem pequenas. Paniculas piramidais.
  • Frutos: São drupas globoides, doces, vermelhas e brilhantes, mais vermelhas do que as duas espécies relacionadas. Possui 5 cm de diâmetro bem aromático.

Por ser muito bonita quando está em estação de primavera, por causa dos seus frutos inúmeros na planta, pequenos e brilhantes, fazendo contraste com o verde vivo das folhas, é bastante usada para arborização urbana como planta ornamental. Porém na hora de usar, prefira plantas que não estão crescendo em meio urbano por causa da poluição.


Componentes Químicos

Taninos, Biflavonoides, Ácidos triterpênicos, Óleo essencial, Monoterpenos, Sesquiterpenos, Alquil-fenóis.


Benefícios no organismo e propriedades medicinais

Anti-inflamatóriaBactericidaCicatrizanteDiuréticaFungicida

Age contra: Monilia, Staphylococcus Pseudomonas.

Partes usadas

Cascas, Entrecascas, Folhas e Frutos.

Sua madeira é usada como lenha.


Como usar / Chás e receitas

  • Cozinhar as cascas para aproveitar o chá.
  • Chama-se decocção o ato de fazer um chá com partes duras da planta, no caso as cascas.
  • Fazer uma água de lavagem com as folhas e frutos, colocando elas em água e deixando de molho. Depois lavar as infecções com ela.
  • Fazer o chá da casca para gargarejar ele frio.
  • Pegar alguns pedaços da entre-casca limpa e seca, cortar picadinho, cozinhar em 1 litro de água até baixar. Depois acrescentar mais água e esperar chegar a 1/2 litro. Beber 1 colher duas vezes por dia, até ficar curado de irritações no estômago.
  • Fazer banho de assento com o chá das cascas, para usar como um pós-parto.

Pra que serve? (indicações)

aziaCerviciteCervicovaginiteferidasgastritegengiviteHemoptisehemorragia uterinahemorroidasinfecção urináriainflamaçãoProblemas respiratóriosÚlceras

Cuidados no uso e advertências

Qualquer parte da planta, se usada em demasia, pode provocar irritações na pele, principalmente se a pele da pessoa for mais clara, sensível.

 


Localização

Mata Atlântica (grande parte do litoral brasileiro).

Está presente mais em matas em estados que beiram a praia, do Rio grande do Norte ao Rio Grande do sul.


Cultura e como plantar

Plantar a partir de sementes ou por estacas.


Mais sobre esse assunto

Esta planta está relacionada com a Aroeira Preta, tendo quase os mesmos usos. Estudiosos defendem que a outra espécie é de regiões interioranas, enquanto essa de litoral.

Sinônimos: Sacortheca bahiensis, Schinus mellisii, Schinus mucronulata, Schinus terebinthifolia var. damaziana, Schinus terebinthifolia var. raddiana


Fotos:

Aroeira verdadeira

Foto: Jeffrey Pippen

Última atualização: 24 de março - 2015 às 6:13
Lista das plantas medicinais de A a Z

Continue lendo mais plantas com letra "a"

  • Angelim falso (ou pau bicho)
  • Antúrio
  • Agaí
  • Araticum - Annona spinescens
  • Abricó-do-Pará - Mammea americana
  • Mais

  • Continue lendo mais artigos

    Sobre 

    Ciências Biológicas - UFPB e cia.
    Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
    Siga-me!

      Me encontre em:
    • facebook
    • twitter