Jambu e Urucum 2 plantas da Amazônia com potencial econômico

O Jambu (Acmella oleracea) é uma planta aromática da Amazônia que muitas pessoas acham que é originária do Pará mas na verdade é da América Central. Ela é usada em diversos pratos da região como o Tacacá e o arroz, onde esse costume se alastrou para restaurantes mais ao sul do Brasil e até a NATURA (empresa de cosméticos) vem usando para fazer um creme para aplicar na pele com o fim de inibir o envelhecimento. É uma planta conhecida como Agrião-do-Pará, uma herbácea semi-ereta bem ramificada crescendo somente quase meio metro (40-50 cm). As flores são em capítulos pois a família é Asteraceae. Nesses locais ela é cultivada e muito utilizada para condimento no molho de tucupi. As flores quando postas na boca e mastigadas tem um ardor peculiar como se fosse uma queimação leve picante, como uma sensação de formigamento tratando males da boca e garganta, também as folhas mas principalmente as flores. Por causa desse efeito anestésico também são usadas para dor de dente. Já o chá da folha, podendo misturar as inflorescências cura escorbuto, anemia e sensação de estômago estufado depois das refeições. A sensação anestésica é causada pelo Espilantol.

jambu-acmella-oleracea2 jambu-acmella-oleracea1

O Urucum é da Bixa orellana, de folhas simples, glabras, flores cor-de-rosa, fruto cápsula deiscente ovoide com espinhos externamente, com sementes pretas internamente e coberta com uma cera vermelha que é usada pelos índios e pela indústria alimentícia. Uma árvore da Amazônia que índios usam como uma tinta vermelha para pintar a pele com fim ornamental ou mesmo para espantar mosquitos e proteger a pele do sol. A planta é um arbusto que pode viver até 30 anos mas alguns chegam até 50 anos, tolera condições adversas e é muito usado em recuperação de ambientes degradados. Essa Bixina também é usada na alimentação seja para produzir geleias, no arroz, balas, gomas, doces, e com o cuidado o ministério de saúde com os laticínios e industrializados, vem sendo bastante usado como uma fonte natural para esse produtos. O colorau, pó vermelho comum na culinária do Brasil é feito de modo simples, para a produção de 100 kg, usa-se 15 kg de urucum, 18l de óleo (girassol ou outro comestível), 15 kg de sal, 80 kg de fubá fino, no que é um mercado bem explorado no Brasil.

bixa-orellana1 bixa-orellana2

Sobre 

Ciências Biológicas - UFPB
Email: eversonsazevedo[at]gmail.com
Siga-me!

    Me encontre em:
  • facebook
  • twitter
Última atualização: 25 de novembro - 2017 às 1:56

Faça parte do nosso grupo no Facebook

grupo facebook

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.